Páginas

07 fevereiro 2017

Retorno de bloqueadores de sinais em Alcaçuz deve demorar cerca de 15 dias

Durante a rebelião ocorrida em Alcaçuz no mês de janeiro – resultante de uma violenta briga entre presidiários membros do PCC e do Sindicato do Crime – as 11 torres bloqueadoras de sinais telefônicos instaladas pelo governo no ano passado foram danificadas. As depredações foram efetuadas pelos próprios presos, que passaram a utilizar livremente telefones celulares durante o motim.

Em consequência, o conserto das torres e de sua infraestrutura elétrica (parte mais danificada) deve se dar apenas quando houver segurança dentro e fora do presídio, para que os técnicos possam trabalhar na reativação delas. A expectativa é que isto ocorra em até 15 dias.

De acordo com o secretário de Justiça e Cidadania do estado, Wallber Virgolino, agentes policiais estão novamente no controle de Alcaçuz. Os presidiários do pavilhão 5 já estariam de volta às sua celas; o pavilhão 4 – que foi invadido pelos membros do pavilhão 5 – não contém mais presos. Por fim, os pavilhões 1, 2 e 3 permanecem com as celas danificadas. Virgolino, contudo, garantiu que o restante dos presos estão trancafiados.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...