Páginas

07 abril 2021

AgroMais realizará curso sobre os princípios do empreendedorismo para produtores rurais da cidade de Tenente Laurentino Cruz

A agricultura familiar é uma das principais colunas do agronegócio brasileiro e, apesar de muitas pessoas desconhecerem, é responsável pela produção de cerca de 70% dos alimentos consumidos no país. No Rio Grande do Norte (RN), a produção é ainda mais acentuada, considerando os gigantescos espaços produtivos existentes por toda a extensão  estadual. Embora possua bons números de produção e tenha uma imensa capacidade produtiva, a agricultura familiar enfrenta desafios no seu desenvolvimento, como a falta de assistência técnica adequada, a insuficiência de recursos e investimentos financeiros, e a falta de uma política agrícola competente que atue em suas demandas.

Visando o potencial produtivo da agricultura familiar do estado, o projeto Promovendo o Empreendedorismo Rural na Agricultura Familiar Potiguar: Traçando rotas e consolidando futuros, proporcionado pela Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ-UFRN), criado e planejado para o ano de 2021, tem como objetivo o fortalecimento da agricultura familiar do RN através de um curso sobre os princípios do empreendedorismo rural. O curso será realizado  para pequenos produtores rurais da cidade de Tenente Laurentino Cruz, e surge como uma boa oportunidade para uma rica troca de ensinamentos entre todos os produtores, alunos e profissionais envolvidos. Além disso, o projeto contará com a participação da AgroMais (@agromaisconsul), empresa júnior do curso de Engenharia Agronômica da EAJ-UFRN, em sua elaboração e realização.

Coordenado pelo professor Sérgio Marques Júnior, o projeto está programado para acontecer durante o ano todo, com protagonismo e atuação principal por parte dos alunos responsáveis pela empresa júnior. Débora Cândido, 21, atual presidente da AgroMais e estudante do 9° período do curso de Engenharia Agronômica, revelou que as expectativas da equipe realmente estão altíssimas para o início do curso. “As expectativas são as maiores possíveis! Esse projeto veio como uma esperança de termos um impulso inicial para o desenvolvimento do nosso trabalho e da nossa empresa”, comenta.

Os membros da AgroMais elaboraram todos os conteúdos que serão ensinados no curso e os dividiram em 10 módulos. Os módulos serão executados mensalmente e, a princípio, cada um contará com aproximadamente duas horas de execução. Além disso, os integrantes da empresa júnior também receberão um treinamento exclusivo no módulo 1, no  qual serão preparados para tornarem-se instrutores definitivos do curso. Apesar de precisarem passar pelo treinamento do primeiro módulo, o coordenador do projeto afirma que os componentes da AgroMais estão empenhados e já se organizam para uma boa realização do curso. “Os integrantes da empresa têm realizado reuniões frequentes para o encaminhamento do projeto, conforme o cronograma das atividades propostas”, revela.

Os produtores rurais que participarem do curso poderão estudar diversos módulos, específicos e gerais, sobre empreendedorismo rural. No módulo 4, por exemplo, intitulado “Gestão Financeira de Empresas Rurais”, serão abordados conceitos e técnicas de gestão contábil e financeira de empresas rurais. No módulo 6, denominado “Marketing e Comercialização de Produtos Rurais”, por outro lado, os participantes terão a oportunidade de estudar as noções básicas de comercialização agrícola. Todos os módulos são pensados para que o participante possa, de acordo com a troca de ensinamentos proposta, aprimorar suas técnicas produtivas em campo.

Não haverá processo seletivo para os produtores rurais que demonstrarem interesse na participação do curso. Outras atividades de extensão promovidas pela EAJ-UFRN já foram realizadas com produtores rurais de Tenente Laurentino Cruz, o que facilitará a participação daqueles interessados. De acordo com o coordenador Sérgio, o projeto atuará em parceria com a Secretaria de Agricultura oficial da cidade e estará aberto  para todos que desejarem participar.

A proposta inicial do curso foi planejada para acontecer presencialmente, entretanto, a atual  pandemia do coronavírus fez com que o modo remoto se tornasse a única alternativa possível. Ainda que sua realização não seja da maneira que planejaram, o professor Sérgio espera que o curso seja eficiente na partilha de ensinamentos proposta. “A ideia inicial era que o curso fosse todo presencial, porque nós acreditamos que a interação com o público alvo auxilia muito no compartilhamento de conhecimentos. Entretanto, as condições sanitárias do país, devido à pandemia da COVID-19, não permitem, pelo menos no momento, a execução dos encontros presenciais”, comenta. “Esperamos que os encontros remotos sejam capazes de possibilitar uma troca eficiente de conhecimento entre todos os participantes do curso”, acrescenta.

Apesar das dificuldades geradas pela pandemia, o curso será realizado da melhor maneira possível e contará com a supervisão de professores preparados para sua realização. Cumprindo seu papel extensionista, o projeto possibilitará importantes ensinamentos a todos os alunos, profissionais, professores e produtores envolvidos, demonstrando, de maneira prática, a real finalidade de uma atividade de extensão. Além da inserção profissional dos alunos integrantes da AgroMais, o projeto também permitirá a aquisição e o compartilhamento de conhecimentos por parte da comunidade.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...